Levante Popular faz, em Brasília, novo escracho contra Temer

O Movimento Popular Levante Popular da Juventude realiza neste sábado (23), em frente ao Palácio do Jaburu, mais um protesto para denunciar publicamente o golpe político articulado pelo vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB); “Nós não aceitaremos um governo ilegítimo, conquistado por golpistas. Para nós, nesse momento da conjuntura política brasileira, nossa jovem democracia está ameaçada, uma presidente legitimamente eleita por mais de 54 milhões de pessoas e que não é acusada de qualquer crime, seja de corrupção ou de responsabilidade fiscal, está correndo o risco de ser afastada em um golpe orquestrado por esses traidores da pátria, como Temer, Cunha e outros", diz o Levante Popular da Juventude DF

O Movimento Popular Levante Popular da Juventude realiza neste sábado (23), em frente ao Palácio do Jaburu, mais um protesto para denunciar publicamente o golpe político articulado pelo vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB); “Nós não aceitaremos um governo ilegítimo, conquistado por golpistas. Para nós, nesse momento da conjuntura política brasileira, nossa jovem democracia está ameaçada, uma presidente legitimamente eleita por mais de 54 milhões de pessoas e que não é acusada de qualquer crime, seja de corrupção ou de responsabilidade fiscal, está correndo o risco de ser afastada em um golpe orquestrado por esses traidores da pátria, como Temer, Cunha e outros", diz o Levante Popular da Juventude DF
O Movimento Popular Levante Popular da Juventude realiza neste sábado (23), em frente ao Palácio do Jaburu, mais um protesto para denunciar publicamente o golpe político articulado pelo vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB); “Nós não aceitaremos um governo ilegítimo, conquistado por golpistas. Para nós, nesse momento da conjuntura política brasileira, nossa jovem democracia está ameaçada, uma presidente legitimamente eleita por mais de 54 milhões de pessoas e que não é acusada de qualquer crime, seja de corrupção ou de responsabilidade fiscal, está correndo o risco de ser afastada em um golpe orquestrado por esses traidores da pátria, como Temer, Cunha e outros", diz o Levante Popular da Juventude DF (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Assim como o escracho realizado em São Paulo no dia 21 de abril, o movimento popular Levante Popular da Juventude realiza neste sábado (23), em frente ao Palácio do Jaburu, mais um protesto para denunciar publicamente o golpe político articulado pelo vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB). 

Em nota enviada à imprensa, o movimento diz que "ao lado de Eduardo Cunha, réu no STF, e de setores financeiros e econômicos do país, Temer protagoniza o afastamento de uma presidente que não cometeu nenhum crime de responsabilidade fiscal e não carrega nenhuma denúncia de corrupção".

“Nós não aceitaremos um governo ilegítimo, conquistado por golpistas. Para nós, nesse momento da conjuntura política brasileira, nossa jovem democracia está ameaçada, uma Presidente legitimamente eleita por mais de 54 milhões de pessoas e que não é acusada de qualquer crime, seja de corrupção ou de responsabilidade fiscal, está correndo o risco de ser afastada em um golpe orquestrado por esses traidores da pátria, como Temer, Cunha e outros. Hoje nos organizamos para mostrar que estamos em luta e continuaremos nas ruas para denunciar esse golpe que é contra todo o povo brasileiro, em especial a juventude”, destaca o Levante Popular da Juventude DF.

Também participam do Ato MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra e Consulta Popular.

Levante
O Levante Popular da Juventude começou a se organizar, nacionalmente em 2012, com escrachos à torturadores em todo Brasil. Suas últimas ações foram marcadas pela chuva de dólares lançadas no deputado Eduardo Cunha (PMDB/ RJ) e o purpurinaço no deputado Jair Bolsonaro (PP/RJ). O movimento reúne jovens de universidades, das periferias, das cidades e do campo. Atualmente, o movimento conta aproximadamente 10 mil militantes em todo país.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email