Maia diz que parecer da Câmara contra reeleição “não é bom”

"O parecer não é bom", opinou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sobre o parecer da assessoria jurídica da Casa que sustenta ser legalmente impossível a um deputado na sua situação recandidatar-se à presidência da Câmara; para Maia, "o parecer do Luís Roberto Barroso é melhor"; o texto do ministro do STF considera possível a recondução ao cargo nos casos em que o parlamentar substitui um presidente anterior

Rodrigo Maia
Rodrigo Maia (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Dando como certa sua candidatura à reeleição a presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse que "não é bom" o parecer técnico da assessoria jurídica da Casa que sustenta ser legalmente impossível a um deputado na sua situação recandidatar-se ao cargo.

"O parecer não é bom", opinou, em declaração ao Blog do Josias, do portal UOL. "O parecer do Luís Roberto Barroso é melhor", acrescentou, em referência ao texto do ministro do STF que considera possível a recondução ao cargo nos casos em que o parlamentar substitui um presidente anterior, que renunciou no meio do mandato, como foi o caso de Maia, que assumiu o lugar de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), após cassado.

"Eu considero mais consistente, do ponto de vista jurídico, o parecer do ministro Barroso. Acho ele mais bem fundamentado do que o parecer da área jurídica da Câmara, encomendado pelo ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha", avaliou ainda Rodrigo Maia, segundo reportagem da Folha de S.Paulo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247