Manifestantes pró e contra Dilma serão separados por cerca

As medidas de segurança traçadas para a semana de manifestações na semana de votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff já começaram neste domingo na Esplanada dos Ministérios; a Secretaria de Segurança Pública do DF instalou barreiras no meio da Esplanada, separando as alas sul e norte; objetivo é evitar confronto entre os manifestantes pró e contra o impeachment; até o gramado do Congresso Nacional, ponto tradicional das manifestações, já está separado ao meio

As medidas de segurança traçadas para a semana de manifestações na semana de votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff já começaram neste domingo na Esplanada dos Ministérios; a Secretaria de Segurança Pública do DF instalou barreiras no meio da Esplanada, separando as alas sul e norte; objetivo é evitar confronto entre os manifestantes pró e contra o impeachment; até o gramado do Congresso Nacional, ponto tradicional das manifestações, já está separado ao meio
As medidas de segurança traçadas para a semana de manifestações na semana de votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff já começaram neste domingo na Esplanada dos Ministérios; a Secretaria de Segurança Pública do DF instalou barreiras no meio da Esplanada, separando as alas sul e norte; objetivo é evitar confronto entre os manifestantes pró e contra o impeachment; até o gramado do Congresso Nacional, ponto tradicional das manifestações, já está separado ao meio (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - As medidas de segurança traçadas para a semana de manifestações na semana de votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff já começaram neste domingo (10) na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal instalou barreiras no meio da Esplanada, separando as alas sul (para os contrários ao governo) e norte (para os favoráveis a Dilma). O objetivo é evitar confronto entre os manifestantes pró e contra o impeachment. Até o gramado do Congresso Nacional, ponto tradicional das manifestações, já está separado ao meio.

A barreira de metal tem aproximadamente dois metros de altura, e impede a visão entre os dois lados opostos, e tem ainda um cercado menor no entorno. Será um corredor de 80 metros de largura, exclusivo para os agentes de segurança, que vai até o Congresso.

Os manifestantes não poderão descer até a praça dos Três Poderes, onde ficam o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal.

Algumas regras foram estabelecidas pela Secretaria de Segurança para evitar tumultos. Não serão permitidos, por exemplo, acampamentos na área da Esplanada, e haverá policiais militares para revistar os manifestantes que chegam e não será permitido portar objetos cortantes ou usar máscaras.

O governo do DF proibiu também balões aéreos e bonecos infláveis. A partir desta segunda-feira (11), o trânsito já começará a ser interrompido na Esplanada se houver manifestações. Se não, a interrupção só será no fim da semana.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email