Miruna Genoino: "É muita falta de humanidade"

"O ministério público já pediu que meu pai seja colocado em prisão domiciliar, mas não se conformam e precisam pedir aos juízes que digam se ele não pode mesmo ir para a prisão", escreve a filha do ex-deputado José Genoino, que cumpre prisão domiciliar em Brasília; "(...) que todos lembrem que terão de responder POR SUA VIDA!!!!!!!!", cobrou a jovem; enquanto Genoino pode voltar para a prisão, Roberto Jefferson continua solto

"O ministério público já pediu que meu pai seja colocado em prisão domiciliar, mas não se conformam e precisam pedir aos juízes que digam se ele não pode mesmo ir para a prisão", escreve a filha do ex-deputado José Genoino, que cumpre prisão domiciliar em Brasília; "(...) que todos lembrem que terão de responder POR SUA VIDA!!!!!!!!", cobrou a jovem; enquanto Genoino pode voltar para a prisão, Roberto Jefferson continua solto
"O ministério público já pediu que meu pai seja colocado em prisão domiciliar, mas não se conformam e precisam pedir aos juízes que digam se ele não pode mesmo ir para a prisão", escreve a filha do ex-deputado José Genoino, que cumpre prisão domiciliar em Brasília; "(...) que todos lembrem que terão de responder POR SUA VIDA!!!!!!!!", cobrou a jovem; enquanto Genoino pode voltar para a prisão, Roberto Jefferson continua solto (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em mais um texto de protesto contra a prisão de seu pai, o ex-deputado José Genoino, Miruna Genoino protesta que o Supremo Tribunal Federal (STF) "não quer de forma alguma entender que ele não tem condições físicas de estar na cadeia". O texto foi escrito depois que o presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, pediu um novo parecer para o juiz da Vara de Execuções Penais de Brasília e de São Paulo questionando se os presídios desses locais tinham condições de receber Genoino.

Condenado na Ação Penal 470, o ex-presidente do PT cumpre prisão domiciliar temporariamente na casa de uma filha em Brasília, enquanto aguarda resposta definitiva do STF sobre se voltará à prisão ou poderá ficar em casa devido a uma doença cardíaca. "É muita falta de humanidade, o ministério público já pediu que meu pai seja colocado em prisão domiciliar, mas não se conformam e precisam pedir aos juízes que digam se ele não pode mesmo ir para a prisão", continua Miruna.

Enquanto Genoino completa mais de um mês preso, apesar de ter sido condenado ao regime semiaberto, o delator do chamado 'mensalão', Roberto Jefferson, completa mais de um mês solto. Em mais de um pedido ao STF, a defesa do ex-deputado do PTB argumentou que ele não tem condições de ir para a prisão depois de ter sido tratado de um câncer no pâncreas, e que precisa seguir uma dieta rígida. Barbosa mandou uma equipe de médicos avaliá-lo e o parecer foi de que não é essencial que Jefferson fique em casa. Até agora, no entanto, não houve ordem de prisão por parte do tribunal.

Leia abaixo a íntegra do texto de Miruna Genoino, publicado por Luis Nassif:

"Não, meu pai não tem ainda os 90 dias de domiciliar e parece que o STF não quer de forma alguma entender que ele não tem condições físicas de estar na cadeia. Tenho que começar minha semana sabendo que o JB pediu um parecer (outro parecer, pelo amor de Deus), para o juiz de execução de Brasília e de São Paulo perguntando se eles têm condições de receber meu pai nos presídios destes locais. Alguém por favor pode pedir, rezar, pensar, desejar, que nossa tortura tenha fim? Alguém pode me explicar por que tenho de passar por esse sofrimento? Por que não posso planejar o natal com minha família? Por quê? Por quê? É muita falta de humanidade, o ministério público já pediu que meu pai seja colocado em prisão domiciliar, mas não se conformam e precisam pedir aos juízes que digam se ele não pode mesmo ir para a prisão... Vc acha que eles vão dizer o quê? Todos só o que querem é prender meu pai atrás das grades, mas que todos lembrem que terão de responder POR SUA VIDA!!!!!!!!" (Miruna Genoino)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247