Moro: se houver irregularidade da minha parte, eu saio. Não tenho apego ao cargo

247 - Em depoimento à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, admitiu que pode deixar o cargo caso sejam comprovadas irregualridades em seus atos.

"Não tenho apego ao cargo em si. Apresente tudo e, se houver alguma irregularidade, eu saio. Mas não houve, eu sempre agi dentro da lei", assegurou aos senadores, ao comentar os vazamentos das conversas da Lava Jato pelo site The Intercept.

Alguns senadores de oposição cobraram a renúncia de Moro durante a audiência, como Humberto Costa (PT-PE) e Weverton Rocha (PDT-MA), o primeiro a falar.

Receber notificações do Brasil 247. Inscreva-se.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Leia também:

Covid-19: coletivo de negros e familiares de presos realizam ato pela libertação dos presos no DF

Familiares dos presos, militantes do PCO e do coletivo de negros João Cândido estiveram presentes no ato de hoje (29/05) em frente...

Fux diz que não pautará HC contra inquérito das fake news até retorno de Dias Toffoli

O ministro do STF Luiz Fux assumiu interinamente a presidência da corte após Dias Toffoli ter sido afastado por internação

MPF ouve testemunhas sobre vazamentos de investigação sobre “rachadinha” para Flávio Bolsonaro

A denúncia sobre o vazamento foi feita por Paulo Marinho, ex-suplente do senador, e mostra que a PF atuou para favorecer Bolsonaro...