Planalto está prestes a perder o último olavista, Filipe Martins

Assessor da Presidência para assuntos internacionais, Filipe G. Martins está na mira da ala militar do governo, que tenta expurgar os olavistas radicais da administração

Olavo de Carvalho e Filipe Martins
Olavo de Carvalho e Filipe Martins (Foto: Reprodução/Instagram)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Metrópoles - Uma das primeiras medidas do governo de Jair Bolsonaro foi uma caça a supostos esquerdistas com cargos na administração, batizada de “despetização“. Com a administração chegando quase à metade, são os bolsonaristas da ala mais ideológica e radical que estão sendo expurgados da administração, num movimento que agora mira o assessor da Presidência para assuntos internacionais Filipe Martins.

Considerado pela ala mais moderada do entorno de Bolsonaro como “último olavista no Planalto”, Martins seguirá nas próximas semanas o caminho já trilhado pelos irmãos Weintraub: a indicação a uma vaga brasileira em um órgão internacional. “Ele sairá, mas com um prêmio de ouro”, confirma uma fonte do Planalto ligada ao núcleo mais próximo do presidente.

Leia a íntegra no Metrópoles.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247