Pressionado pela ação no Senado, Moro desconversa e diz que Polícia Federal é 'independente'

Acossado pelas pressões palacianas, Sergio Moro tentou justificar sua inoperância no 'episódio Fernando Bezerra', alegando 'independência' da Polícia Federal. Ele disse: "a Polícia Federal é uma instituição com autonomia e suas ações são controladas pela Justiça, não tendo o ministro da Justiça qualquer envolvimento em investigações específicas"

Moro é prisioneiro de sua vaidade
Moro é prisioneiro de sua vaidade (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Acossado pelas pressões palacianas, Sergio Moro tentou justificar sua inoperância no 'episódio Fernando Bezerra', alegando 'independência' da Polícia Federal. Ele disse: "a Polícia Federal é uma instituição com autonomia e suas ações são controladas pela Justiça, não tendo o ministro da Justiça qualquer envolvimento em investigações específicas."

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que "Bezerra Coelho e o filho são investigados por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro. Delatores afirmam terem repassado R$ 5,5 milhões em propinas ao pai. A Operação Desintegração foi autorizada pelo ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso no Supremo Tribunal Federal."

A matéria informa que "o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, chamou a operação de ‘desarrazoada e desnecessária, em especial pela ausência de contemporaneidade’. Ele disse que vai questionar a decisão no Supremo."

A declaração de Moro foi divulgada após a defesa de Fernando Bezerra Coelho ter afirmado que a operação era uma retaliação ao senador pela atuação dele contra abusos de órgãos de investigação.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email