Rodrigo Maia: "é impossível mexer na PEC do teto de gastos"

A afirmação seria uma resposta a pretenções do próprio Governo de Jair Bolsonaro de romper com a imposição que limita o crescimento dos gastos públicos à taxa anual da inflação, o que estaria sendo articulado mediante pressão da Casa Civil, chefiada pelo ministro Onyx Lorenzoni

(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

247 - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou nesta quarta-feira (4) que "é impossível mexer na PEC do teto de gastos", que limita o crescimento dos gastos públicos à taxa anual da inflação. A Proposta de Emenda Constitucional, por muitos chamada de PEC da Morte, congela investimentos por 20 anos, mesmo em setores essenciais ao desenvolvimento e qualidade de vida do país, como saúde e educação.

"É impossível mexer na PEC do teto. É um erro. Nosso problema não está em discutir o teto dos gastos, nosso problema está em discutir despesas", afirmou Maia ao Estado de S. Paulo. 

A afirmação seria uma resposta a pretenções do próprio Governo de Jair Bolsonaro de romper com a imposição, o que estaria sendo articulado mediante pressão da Casa Civil, chefiada pelo ministro Onyx Lorenzoni. Maia vem sendo avalizador das ditas "reformas econômicas" no Parlamento, e atua para vetar o apoio que Onyx vem afirmando ter no Congresso Nacional para mudar a limitação.

Reportagem completa está no portal Uol.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247