Rosa Weber vota para tornar réu deputado bolsonarista acusado de forjar atentado

Segundo laudos técnicos, era improvável que o deputado Loester Trutis (PL-MS) não fosse atingido por um dos tiros caso houvesse a tentativa de homicídio, no Mato Grosso do Sul

www.brasil247.com - Deputado Loester Trutis
Deputado Loester Trutis (Foto: Divulgação e Loester Trutis/arquivo pessoal)


247 - A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber votou nesta sexta-feira (5) para transformar em réu o deputado federal Loester Trutis (PL-MS), acusado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de ter comunicado a autoridades policiais e jurídicas um suposto atentado a bala contra o bolsonarista. Mas, de acordo com laudos técnicos, era improvável que Loester não fosse atingido por um dos tiros caso houvesse a tentativa de homicídio. A acusação contra o deputado citou os crimes de comunicação falsa de crime, porte ilegal de arma de fogo e disparo de arma de fogo. As informações foram publicadas nesta sexta pelo portal G1

Segundo Rosa Weber, "a relação dos supostos crimes com a função desempenhada pode ser extraída, ainda que de forma indiciária, dos elementos até então reunidos no caderno apuratório". "Com efeito, constam indícios que amparam a hipótese de que os investigados teriam agido com a finalidade de capitalizar politicamente o parlamentar e promover pautas de interesse de seu mandato, como o porte de armas e a autodefesa por civis", escreveu a juíza na decisão. 

Se Loester Trutis for convertido em réu, a decisão sobre uma possível condenação deve ser tomada em outro julgamento, sem data.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O bolsonarista afirmou ter sido vítima de uma "emboscada" na rodovia BR-060, entre Sidrolândia (MS) e Campo Grande (MS). O carro que era dirigido por um assessor foi atingido por tiros nos vidros traseiros e na lateral.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O deputado postou imagens do veículo nas redes sociais e foi à Superintendência da Polícia Federal, onde fez a denúncia de suposta tentativa de homicídio. A PF disse que o atentado não aconteceu. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email