Supremo valida delação premiada de Youssef

Ministro Teori Zavascki homologou nesta sexta-feira 19 o acordo de delação premiada que torna mais branda a pena do doleiro, alvo da Operação Lava Jato, caso o que ele delatou à Justiça seja comprovado; Alberto Youssef apontou delitos e nomes de executivos e políticos envolvidos no esquema de corrupção na Petrobras

Ministro Teori Zavascki homologou nesta sexta-feira 19 o acordo de delação premiada que torna mais branda a pena do doleiro, alvo da Operação Lava Jato, caso o que ele delatou à Justiça seja comprovado; Alberto Youssef apontou delitos e nomes de executivos e políticos envolvidos no esquema de corrupção na Petrobras
Ministro Teori Zavascki homologou nesta sexta-feira 19 o acordo de delação premiada que torna mais branda a pena do doleiro, alvo da Operação Lava Jato, caso o que ele delatou à Justiça seja comprovado; Alberto Youssef apontou delitos e nomes de executivos e políticos envolvidos no esquema de corrupção na Petrobras (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki homologou nesta sexta-feira 19 o acordo de delação premiada firmado entre o doleiro Alberto Youssef e o Ministério Público Federal.

O acordo prevê uma pena mais branda para Youssef, alvo da Operação Lava Jato, caso suas delações à Justiça sejam comprovadas. Ele apontou delitos e nomes de executivos de empreiteiras e políticos supostamente beneficiados no esquema de corrupção na Petrobras.

Caberá agora ao MP separar o que será investigado pelo STF, caso de quem tem foro privilegiado, como parlamentares, pelo Superior Tribunal de Justiça, caso haja governadores envolvidos, e pela Justiça Federal do Paraná, que julgará os demais envolvidos em primeira instância.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247