Viana: Cunha virou 'carga pesada' para oposição

“A situação chegou a um limite que põe um ambiente absolutamente constrangedor para a oposição, que não só esteve muito próxima, mas fez uma ação conjunta com o presidente da Câmara, pois atuaram conjuntamente na questão do impeachment e em outros temas. E, agora, a oposição não sabe como se livrar dessa carga pesada que virou o presidente da Câmara Eduardo Cunha”, disse o vice-presidente do Senado, senador Jorge Viana (PT-AC), diante das novas denúncias contra Cunha na Lava Jato e de suas contas na Suíça  

“A situação chegou a um limite que põe um ambiente absolutamente constrangedor para a oposição, que não só esteve muito próxima, mas fez uma ação conjunta com o presidente da Câmara, pois atuaram conjuntamente na questão do impeachment e em outros temas. E, agora, a oposição não sabe como se livrar dessa carga pesada que virou o presidente da Câmara Eduardo Cunha”, disse o vice-presidente do Senado, senador Jorge Viana (PT-AC), diante das novas denúncias contra Cunha na Lava Jato e de suas contas na Suíça
 
“A situação chegou a um limite que põe um ambiente absolutamente constrangedor para a oposição, que não só esteve muito próxima, mas fez uma ação conjunta com o presidente da Câmara, pois atuaram conjuntamente na questão do impeachment e em outros temas. E, agora, a oposição não sabe como se livrar dessa carga pesada que virou o presidente da Câmara Eduardo Cunha”, disse o vice-presidente do Senado, senador Jorge Viana (PT-AC), diante das novas denúncias contra Cunha na Lava Jato e de suas contas na Suíça   (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O vice-presidente do Senado, senador Jorge Viana (PT-AC), afirmou que o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acabou se tornando uma “carga pesada” para a oposição, diante das novas denúncias contra ele na Lava Jato e de suas contas na Suíça.

“A situação chegou a um limite que põe um ambiente absolutamente constrangedor para a oposição, que não só esteve muito próxima, mas fez uma ação conjunta com o presidente da Câmara, pois atuaram conjuntamente na questão do impeachment e em outros temas. E, agora, a oposição não sabe como se livrar dessa carga pesada que virou o presidente da Câmara Eduardo Cunha”, disse.

Segundo ele, para tirar o Brasil da crise econômica, é preciso pôr fim à crise política que se instalou em Brasília. Viana diz que o Congresso deve manter os vetos presidenciais a propostas que podem aumentar a crise econômica. Explicou que essas propostas podem gerar mais de R$ 150 bilhões em novos gastos.

“[São] Matérias votadas na Câmara, no Senado e no Congresso que pioram a saúde econômica do país. Aí eu pergunto: essas matérias foram apresentadas pelo Executivo? Não. Essas matérias vieram de várias fontes e muitas delas foram geradas aqui dentro do Parlamento”, afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247