Após cortes do governo Bolsonaro, UFBA proíbe ligações e desliga ar-condicionados

Entre as ações estão a proibição de realizar ligações telefônicas de fixo para celular, suspensão de obras e serviços, proibição de eventos a partir das 17h e nos fins de semana, redução no uso dos elevadores, além de desligamento de ar-condicionados

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Universidade Federal da Bahia (UFBA) informou, na quarta-feira (25), que implementou novas ações para diminuir as despesas operacionais, com a finalidade de continuar funcionando, após os cortes de recursos realizados pelo Governo Federal. A informação é do portal G1. 

Entre as ações estão a proibição de realizar ligações telefônicas de fixo para celular, suspensão de obras e serviços, proibição de eventos a partir das 17h e nos fins de semana, redução no uso dos elevadores, além de desligamento de ar-condicionados.

(…)

As principais medidas são:

  • Suspensão de aditivos contratuais de obras, aquisição de bens, serviços e locações que importem em aumento de valores nos contratos;
  • Suspensão de aquisição de materiais de consumo, exceto os destinados às atividades essenciais das unidades;
  • Suspensão de eventos a partir das 17 horas e em feriados e finais de semana, exceto os relacionados às atividades curriculares obrigatórias e outros que justifiquem o caráter excepcional;
  • Suspensão de concessões de passagens e diárias para participação em eventos, seminários e congressos, exceto para representação institucional e realização de concursos docentes;
  • Suspensão de ligações de telefone fixo para móvel e restrição de ligações interurbanas e internacionais;
  • Redução do uso de elevadores, ressalvado assegurar mobilidade de pessoas com deficiências;
  • Desligamento de aparelhos de ar-condicionado, exceto em espaços sem ventilação natural e em laboratórios, museus e bibliotecas onde sejam justificadamente imprescindíveis, contribuindo assim para a redução do consumo de energia elétrica e das despesas com manutenção;

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email