Dino: 'Primeiro passo para superar a crise é diálogo entre PT e PSDB'

Avaliação é do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), aliado da presidente Dilma Rousseff; ele também afirmou que "a crise política é impulsionada pela Lava-Jato", que "a sociedade se agarra a 'magistrados-heróis'" por conta de uma "crise de representação política" vivenciada pelo País e que as manifestações são "insuficientes para impulsionar absurdo discurso do impeachment"

Bras�lia - O presidente da Embratur, Fl�vio Dino, fala com a imprensa ap�s encontro com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e com o ministro da Justi�a, Joz� Eduardo Cardozo
Bras�lia - O presidente da Embratur, Fl�vio Dino, fala com a imprensa ap�s encontro com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e com o ministro da Justi�a, Joz� Eduardo Cardozo (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Maranhão 247 – "Primeiro passo para superar a crise de representação é um diálogo sério e responsável entre os principais partidos do país: PT e PSDB". A avaliação é do governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), aliado da presidente Dilma Rousseff.

"A crise política é impulsionada pela Lava-Jato. Mas a antecede, como passeatas de junho de 2013 demonstraram. Há uma crise de representação", disse o chefe do Executivo fluminense, nesta segunda-feira (17), pelo Facebook.

Em referência aos protestos que aconteceram nesse domingo (16) pedindo o impeachment da presidente Dilma, o governador afirmou que as manifestações são "insuficientes para impulsionar absurdo discurso do impeachment".

Segundo Flávio Dino, o País precisa de uma nova agenda, que "deve incluir imposto sobre grandes fortunas e heranças milionárias, para aumentar financiamento da saúde pública". "Nova agenda para o Brasil deve tributar mais os bancos, que mantêm lucros enormes mesmo em momento de crise. Precisamos de Justiça Fiscal", acrescentou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email