Emendas impositivas: Senadores quebram acordo com prefeitos

Os senadores Edison Lobão (PMDB e Roberto Rocha (PMSDB) usaram as redes sociais para tentar se explicar publicamente sobre a manobra de utilizarem para si metade dos R$ 160 milhões das emendas impositivas; é que anteriormente eles haviam firmado acordo com uma entidade ligada aos prefeitos garantindo que iriam priorizar projetos dos municípios 

Os senadores Edison Lobão (PMDB e Roberto Rocha (PMSDB) usaram as redes sociais para tentar se explicar publicamente sobre a manobra de utilizarem para si metade dos R$ 160 milhões das emendas impositivas; é que anteriormente eles haviam firmado acordo com uma entidade ligada aos prefeitos garantindo que iriam priorizar projetos dos municípios 
Os senadores Edison Lobão (PMDB e Roberto Rocha (PMSDB) usaram as redes sociais para tentar se explicar publicamente sobre a manobra de utilizarem para si metade dos R$ 160 milhões das emendas impositivas; é que anteriormente eles haviam firmado acordo com uma entidade ligada aos prefeitos garantindo que iriam priorizar projetos dos municípios  (Foto: Voney Malta)

Por marrapa.com - Os senadores Roberto Rocha e Edison Lobão usaram as redes sociais para tentar se explicar publicamente sobre a manobra de utilizarem para si metade dos R$ 160 milhões das emendas impositivas que foram acordadas pela Bancada Federal para ajudar as Prefeituras maranhenses. O problema é que os senadores não explicaram a artimanha e se limitaram apenas a atacar o governador Flávio Dino.

Tanto Edison Lobão e Roberto Rocha, quanto João Alberto, manobram para descumprir o acordo firmado há 10 dias com a Famem e querem somente para si R$80 milhões dos R$ 160 milhões que seriam destinados para investimentos na saúde dos maranhenses.

Sem argumentos para explicar a manobra que visa atingir o governo e o povo maranhense, os senadores partiram para discursos vazios contra o governador Flávio Dino com o intuito de desviar a atenção da mídia.

A verdade é que os senadores jogam contra o povo do Maranhão e se unem para boicotar, politicamente, o governador Flávio Dino e formar um consórcio para o desvio dessas verbas visando as eleições do próximo ano.

Só quem perde com mais essa ação egoísta dos senadores é o povo do Maranhão.

 

Conheça a TV 247

Mais de Nordeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247