Governadores irão enviar PMs ao Ceará se Bolsonaro não renovar presença do Exército no Estado

O governador do Maranhão, Flávio Dino, informou que governadores de ao menos quatro estados já se organizam para enviar forças de segurança ao Ceará caso Jair Bolsonaro não renove a GLO (Garantia da Lei e da Ordem), que possibilitou a presença do Exército e da Força Nacional no estado

www.brasil247.com -
(Foto: LULA MARQUES | ABr | Reprodução)


247 - Os governadores de ao menos quatro estados já se organizam para enviar forças de segurança ao Ceará caso o presidente Jair Bolsonaro não renove a GLO (Garantia da Lei e da Ordem), que possibilitou a presença do Exército e da Força Nacional no estado. A informação é da jornalista Mônica Bergamo, em sua coluna no jornal Folha de S.Paulo. 

De acordo com o governador Flávio Dino (PCdoB-MA), do Maranhão, os governadores do Rio de Janeiro, da Bahia, do Piauí e ele próprio acertaram o envio de tropas ao estado. "Há um movimento para cooperar", declarou ele nesta sexta-feira (28). 

Na quinta (27), informa Bergamo, Bolsonaro sinalizou que pode não atender ao pedido do governador cearense, Camilo Santana (PT-CE) de que a operação seja renovada. "A GLO não é para ficar eternamente atendendo um ou mais governadores. GLO é uma questão emergencial", disse o presidente em live nas redes sociais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A jornalista ainda relata que "a situação no Ceará é dramática. Desde o início do movimento dos policiais militares do estado, que é ilegal, os assassinatos explodiram". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Recentemente, Dino fez uma postagem onde critica duramente a postura de Bolsonaro: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email