Grande São Luís fecha 11 mil vagas em 2016

Mais de 11 mil vagas de trabalho foram canceladas nos quatro municípios da região metropolitana de São Luís no ano passado, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, Caged, do Ministério do Trabalho e Previdência Social; a capital maranhense foi onde houve a maior retração no mercado de trabalho; foram 9. 593 vagas suprimidas, seguida de São José de Ribamar, com menos 735 vagas, e Paço do Lumiar, que perdeu 658 empregos

Mais de 11 mil vagas de trabalho foram canceladas nos quatro municípios da região metropolitana de São Luís no ano passado, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, Caged, do Ministério do Trabalho e Previdência Social; a capital maranhense foi onde houve a maior retração no mercado de trabalho; foram 9. 593 vagas suprimidas, seguida de São José de Ribamar, com menos 735 vagas, e Paço do Lumiar, que perdeu 658 empregos
Mais de 11 mil vagas de trabalho foram canceladas nos quatro municípios da região metropolitana de São Luís no ano passado, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, Caged, do Ministério do Trabalho e Previdência Social; a capital maranhense foi onde houve a maior retração no mercado de trabalho; foram 9. 593 vagas suprimidas, seguida de São José de Ribamar, com menos 735 vagas, e Paço do Lumiar, que perdeu 658 empregos (Foto: Leonardo Lucena)

Blog Marrapá - Mais de 11 mil vagas de trabalho foram canceladas nos quatro municípios da região metropolitana de São Luís no ano passado, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, Caged, do Ministério do Trabalho e Previdência Social. A capital maranhense foi onde houve a maior retração no mercado de trabalho. Foram 9. 593 vagas suprimidas, seguida de São José de Ribamar, com menos 735 vagas, e Paço do Lumiar, que perdeu 658 empregos.

No país, quase totalidade das cidades com população superior a 500 mil habitantes foram afetadas pela crise. Apenas em 0,2% dos municípios brasileiros o número de admissão superou as demissões que atingiram mais de 3.200 dos 5.525 municípios.

Por outro lado, em mais de 50% das cidades maranhenses houve criação de vagas ou se mantiveram estáveis na manutenção dos empregos. Bacabeira desponta na liderança dos municípios que abriram vagas. Foram mais de 200 contratações em 2016.

No interior do estado do Maranhão, Açailândia aparece liderando o ranking das cidades com maior número de vagas fechadas. Perto de 4 mil trabalhadores ficaram sem emprego na cidade. Parte dos desligamentos foi por conta do fechamento de unidades da indústrias de ferro gusa.

Confira o ranking do emprego e desemprego:

Municípios que geraram mais emprego:
Bacabeira (+213)
Campestre do Maranhão (+127)
Paulino Neves (+113)
Itinga (+74)
Cidelândia (+72)
Codó (+65)
Parnarama (+52)
São João dos Patos (+47)
Araioses (+42)
Governador Edison Lobão (+40)

Desemprego na região metropolitana:
São Luís (-9.593)
Paço do Lumiar (-658)
Raposa (-163)
São José de Ribamar (-735)
Total: (-11.149)

Municípios que perderam mais empregos:
Açailândia (-3876)
Santa Inês (-808)
Balsas (-665)
Urbano Santos (-539)
Imperatriz (-523)
Timon (-412)
Lima Campos ( -398)
Vitória do Mearim (-314)
Itapecuru-Mirim (-259)
Caxias (-177)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247