Humberto: Bolsonaro é uma vergonha e constrange os brasileiros

"Bolsonaro é uma vergonha. Os brasileiros estão constrangidos por essas declarações contra a memória alheia e a favor de ditaduras. Em nome do PT e do Brasil, peço sinceras desculpas ao povo chileno pelos ataques dele ao pai de Michelle Bachelet, morto na ditadura de Pinochet", afirmou o senador Humberto Costa (PT-PE)

(Foto: Agência Senado)

247 - O senador Humberto Costa (PT-PE) bateu duro em Jair Bolsonaro, que atacou a memória do brigadeiro Alberto Bachelet, pai da ex-presidente chilena Michelle Bachelet. Ele morreu após ser torturado na Ditadura Militar daquele país (1973 e 1990).

"Bolsonaro é uma vergonha. Os brasileiros estão constrangidos por essas declarações contra a memória alheia e a favor de ditaduras. Em nome do PT e do Brasil, peço sinceras desculpas ao povo chileno pelos ataques dele ao pai de Michelle Bachelet, morto na ditadura de Pinochet", escreveu o parlamentar no Twitter.

Em seu perfil no Facebook, Bolsonaro criticou a ex-presidente chilena, que apontou "encolhimento do espaço democrático no Brasil". Na rede social, o ocupante do Planalto postou: “Diz [referindo-se a Bachelet} ainda que o Brasil perde espaço democrático, mas se esquece que seu país só não é uma Cuba graças aos que tiveram a coragem de dar um basta à esquerda em 1973, entre esses comunistas o seu pai brigadeiro à época”. 

O golpe de Estado no Chile levou Augusto Pinochet ao poder em 11 de setembro de 1973.

De acordo com o senador do PT-PE, "uma das piores coisas do mundo foi Bolsonaro ganhar eleição". "Ele não tem compostura, respeito, humanidade e condição de representar o espírito do povo. O brasileiro não defende tortura, não critica a memória dos que se foram e não aceita ser representado por alguém dessa estatura", continuou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247