Marinha impede voluntários de limparem Praia de Barra da Jangada, em Pernambuco

Forças Armadas estariam cumprindo determinação do Ibama, que está sob a alçada do Ministério do Meio Ambiente, comandado por Ricardo Salles, que já acusou as ONGs de não atuarem na remoção das manchas de óleo

Pernambuco 20 10 2019  Cabo de São Agostinho empPernambuco óleo estacionado na praia mostra o tamanho do do crime ambiental nas praias do Nordeste  — Foto: Salve Maracaípe
Pernambuco 20 10 2019 Cabo de São Agostinho empPernambuco óleo estacionado na praia mostra o tamanho do do crime ambiental nas praias do Nordeste — Foto: Salve Maracaípe

Wilfred Gadelha, Revista Fórum - Um ônibus levando voluntários para ajudar o trabalho de remoção do óleo que chegou à praia de Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, foi barrado por militares na manhã desta quarta-feira (23).

No rastro do crime ambiental nas parias do Nordeste: Ajude a Revista Fórum a mergulhar na realidade dessa grande tragédia

Segundo informações obtidas pela Fórum, as Forças Armadas estariam cumprindo determinação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que está sob a alçada do Ministério do Meio Ambiente, comandado por Ricardo Salles.

De acordo com alunos de uma universidade particular do Recife que se dirigiram à praia, apenas pessoal da Marinha e de órgãos públicos poderá trabalhar na área. O governo do Estado afirmou que não há qualquer deliberação para impedir a entrada de voluntários.

Segundo o secretário de Ciência e tecnologia de Pernambuco, Aluísio Lessa, o Ibama soltou uma nota proibindo o acesso de voluntários à praia.

Leia a íntegra na Revista Fórum

Ao vivo na TV 247 Youtube 247