No Ceará, Moro evita críticas aos PMs amotinados: “são profissionais dedicados”

Em Fortaleza, ministro evitou criticar os policiais amotinados e disse que está tudo sob controle

Ministério Sergio Moro dá coletiva no Ceará
Ministério Sergio Moro dá coletiva no Ceará (Foto: Ministério da Defesa | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em Fortaleza para acompanhar a Lei da Garantia e da Ordem (GLO), que conta com o apoio das Forças Armadas, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, evitou criticar os policiais militares amotinados no Ceará, chamando-os de “profissionais dedicados” e afirmando que está “tudo sob controle” nas ruas da capital.

Depois de sobrevoar as ruas de Fortaleza, Moro disse que, apesar de o Ceará ter registrado um aumento nos crimes violentos, “não há uma situação de absoluta desordem nas ruas”. Entre meia-noite de quarta-feira (19) e 23h59 de domingo (23), o estado registrou 147 assassinatos com a paralisação dos policiais. 

O jornalista Henrique Araújo, do jornal O Povo, fez a seguinte avaliação sobre a visita do ministro ao Estado: “Sergio Moro veio ao Ceará, mas ficou devendo uma condenação explícita da paralisação de PMs. Jogou panos quentes. Foi mais bolsonarista que ministro do Estado”. Ele deu ao seu artigo o seguinte título: “No Ceará, Moro evita críticas aos policiais militares: ‘São profissionais dedicados’”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247