“Roteiro insano”: deputado afirma que saída de Bolsonaro é urgente para restabelecer a saúde no Brasil

Ministro Pazuello e Jair Bolsonaro continuam a seguir um “roteiro insano”, apesar do avanço da vacinação contra a Covid-19 no mundo, destaca Márcio Jerry (PCdoB-MA)

(Foto: Michel Jesus - Agência Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Vice-líder do PCdoB na Câmara, o deputado federal Márcio Jerry (MA) afirmou nesta terça-feira (5) que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e o presidente do país, Jair Bolsonaro, continuam a seguir um “roteiro insano”, apesar do avanço da vacinação contra a Covid-19 ao redor do mundo. Em reunião com governadores na manhã desta terça, o chefe da Saúde voltou a se esquivar de estabelecer datas para a imunização em massa da população, enquanto cerca de 14 milhões de pessoas já receberam doses da vacina em pelo menos outros 50 países. 

“O mundo inteiro em alerta ao tempo que vacinando a população contra a covid-19. Mas cá no Brasil o presidente Bolsonaro e seu ministro da saúde seguem o roteiro insano, irresponsável, criminoso, genocida. Uma lástima isso”, definiu.

O parlamentar ainda voltou a defender o imediato afastamento de Bolsonaro diante da omissão com a doença e o descaso com os brasileiros, depois do ex-capitão do Exército declarar, em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, que "o Brasil está quebrado" e que não "consegue fazer nada”. 

“Talvez tenhamos que aguentar mesmo até o final de 2022, prazo limite para esse desastre em nossa história. Mas para que o Brasil tenha saúde é necessário afastá-lo logo. Impeachment já!”, reforçou Jerry em suas redes sociais. 

De acordo com dados do Imperial College de Londres divulgados nesta terça, a taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil é de 1,04, o que indica que a epidemia segue em expansão no território nacional. Segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), nas últimas 24 horas, o país registrou mais 1.248 mortes, fazendo-o superar a marca de 197.732 óbitos pela doença. 

Entre segunda e terça-feira, o Brasil também registrou 58.679 novos casos da doença. Com isso, o total de diagnósticos positivos desde o início da pandemia chegou a 7.810.400.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247