‘Vamos fazer com que as pessoas voltem a acreditar na política’, diz Liana Cirne Lins, vereadora mais votada do PT em Recife

“Em razão de toda aquela lobotomia midiática que foi feita no discurso antipetista e toda a decepção com o Bolsonaro, essas pessoas estão à deriva’, disse Liana Cirne Lins à TV 247. Assista

Liana Cirne Lins
Liana Cirne Lins (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Vereadora mais votada do PT em Recife, com 6.819 votos, Liana Cirne Lins contou à TV 247 como foi sua experiência de campanha eleitoral e o que viu e ouviu conversando com os eleitores. Para ela, seu mandato precisará ter atenção ao trabalho de rua, com o objetivo de fazer com que os cidadãos voltem a acreditar na política como um meio de transformação.

“Tem um número significativo de pessoas absolutamente descrentes da política, pessoas que já votaram em Lula e não votam mais, que votaram em Bolsonaro e estão decepcionadas. Ou seja, estamos em um período ainda muito à deriva, como em 2018. Não existe espaço vazio na política, a gente sabe disso”, falou. 

Segundo Liana, toda a ‘lavagem cerebral’ promovida pela mídia nos eleitores contra o PT e a decepção com o governo Jair Bolsonaro resultou nessa descrença. O trabalho da vereadora será, portanto, desfazer esse cenário. “A minha experiência nessa eleição em que eu panfletei na rua muito e conversei com as pessoas, ouvi muita reclamação, fiquei ouvindo e tentei responder. Em muitos casos consegui ganhar votos que eu acharia que não ganharia, de pessoas que disseram ‘estou guardando seu panfleto, seu WhatsApp, vou votar em você, você me fez acreditar. Mas olhe, eu vou lhe cobrar depois’, e eu disse: ‘está aqui meu WhatsApp, eu não vou mudar. Por favor, salve meu número, que é para você acompanhar meu mandato’. Isso foi muito positivo, mas tem um número de pessoas à deriva, que são pessoas que em razão de toda aquela lobotomia midiática que foi feita no discurso antipetista e toda a decepção com o Bolsonaro, essas pessoas estão à deriva. Estou enxergando um número de desiludidos, isso é perigoso, e a gente vai ter que fazer trabalho de rua para conversar com essas pessoas e fazer com que elas voltem a acreditar na política como agente de transformação real”.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247