Wellington Dias terá agenda com ministro da Saúde para otimizar vacina contra a Covid-19

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, terá no próximo dia 20 uma agenda com o ministro Saúde, Eduardo Pazuello, para a definição de estratégias com o objetivo de otimizar a vacinação contra o coronavírus

Wellington Dias
Wellington Dias (Foto: Paulo Barros/GOVPI)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, terá no próximo dia 20 uma agenda com o ministro Saúde, Eduardo Pazuello, e com governadores para a definição do cronograma de aplicação da vacina contra o coronavírus, incluindo o planejamento para aquisição e distribuição de material necessário.

"Conversei com o ministro da Saúde e acertamos uma agenda mais técnica com todos os secretários da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e todas as áreas vão apresentar a proposta para estratégia de vacinação. De acordo com o ministro, cerca de 100 milhões de vacinas estão acertadas com a Oxford, 40 milhões da CoronaVac e uma quantidade com o Instituto Butantã/ Governo de São Paulo", disse o governador. 

Todos os estados, Distrito Federal e municípios receberão vacinas do Sistema Único de Saúde (SUS), a compra será realizada pela pasta Saúde. "Minha prioridade é garantir que a população da nossa região tenha acesso à vacina contra a Covid-19. Vamos organizar esse cronograma da aplicação da vacina, de forma planejada, com aquisição de seringas. Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e logística de distribuição", afirmou. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247