20 dos 27 vereadores de Uberlândia são alvos de mandados de prisão pela suspeita de desvio de verbas

De acordo com o MP-MG, estão sendo cumpridos 40 mandados de prisão e outros 42 de busca e apreensão. Suspeita investigada é a de desvio de recursos das verbas indenizatórias dos gabinetes através da utilização de notas fiscais frias emitidas por gráficas

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) investiga a suspeita de desvios nas verbas de gabinete da Câmara de Vereadores de Uberlândia. Ao todo, vinte dos 27 vereadores foram alvos de mandados de prisão nesta segunda-feira (16). O presidente da Câmara, Hélio Ferraz (PSDB), conhecido como Baiano, está entre os parlamentares investigados. Funcionários e assessores da Câmara, além de donos de gráficas, também estão sendo investigados. 

De acordo com p MP-MG, estão sendo cumpridos 40 mandados de prisão e outros 42 de busca e apreensão. Segundo o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), a suspeita investigada é a de desvio de recursos das verbas indenizatórias dos gabinetes através da utilização de notas fiscais frias emitidas por gráficas.

"Tivemos nesses últimos três anos 17,5 milhões de informativos impressos por esses vereadores, que corresponde a 35 informativos por eleitor. Obviamente esse número é irreal, se fizer pesquisa percebemos que muitas pessoas nas ruas não receberam informativos", disse o promotor de Justiça Daniel Marotta Martinez, segundo reportagem do site G1

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247