Academia Brasileira de Letras condena episódio de censura na Bienal do Livro

A Academia Brasileira de Letras (ABL) divulgou nesta segunda-feira uma nota em que condena o episódio de censura na Bienal do Livro , encerrada no último domingo. No texto, a entidade afirma que a liberdade de expressão e a livre circulação de ideias são "valores fundamentais de uma República democrática"

247- A Academia Brasileira de Letras (ABL) divulgou nesta segunda-feira uma nota em que condena o episódio de censura na Bienal do Livro , encerrada no último domingo.

No texto, a entidade afirma que a liberdade de expressão e a livre circulação de ideias são "valores fundamentais de uma República democrática". "Em boa hora, o Supremo Tribunal Federal cassou a permissão para que livros e revistas fossem recolhidos nos estandes da feira literária", diz a nota.

Leia a nota completa:

A Academia Brasileira de Letras condena de modo frontal a censura de obras literárias. A situação agravou-se com a presença de fiscais na Bienal do Livro, no Rio de Janeiro, à caça de obras consideradas “inadequadas” por autoridade constituída.

Em boa hora, o Supremo Tribunal Federal cassou a permissão para que livros e revistas fossem recolhidos nos estandes da feira literária.

A Academia Brasileira de Letras reafirma sua defesa da liberdade de expressão e da livre circulação de ideias, que constituem valores fundamentais de uma República democrática.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247