Alemão tem quarta UPP instalada com mais 320 policiais

Com a unidade do morro do Alemão/Pedra do Sapo, o governo estadual fecha o círculo de policiamento do Complexo do Alemão;passo seguinte é a instalação das UPPs do Complexo da Penha, na mesma região; até 2014 serão 40 unidades de pacificação em ação no Rio de Janeiro

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Stephania Mello_247 - A quarta e última Unidade de Polícia Pacificadora do Complexo do Alemão, zona norte do Rio, foi inaugurada na manhã desta quarta (30), no Largo do Canitar, no morro do Alemão e Pedra do Sapo. Outras três, nas comunidades Fazendinha, Nova Brasília e Adeus/Baiana entraram em funcionamento nos últimos três meses, após conclusão do processo de retomada da área pelo poder público, inciada em novembro de 2010.

O comando da unidade do Alemão/Pedra do Sapo ficará em instalações provisórias, como ainda estão as outras, até que o novo prédio da sede definitiva, próxima à estação Alemão do teleférico esteja concluída. O governador Sérgio Cabral discursou na solenidade de entrega. Reafirmou os agradecimentos ao Exército Brasileiro pelo apoio e ressaltou o momento importante que a comunidade vive.

"Temos de estar sempre atentos, pois há deveres e direitos dos dois lados. A comunidade, cada vez mais, está consciente disso. E os nossos policiais também. Eles foram formados dentro do conceito de uma polícia de aproximação, que não se limita apenas às ações de segurança pública. Que Deus nos ilumine nesta campanha que avança a cada dia, que é a de trazer paz", afirmou Cabral. 

A UPP do Alemão terá 320 homens no patrulhamento efetivo e será comandada pelo capitão Joel Duarte Costa Filho, que durante pouco mais de um ano e meio foi subcomandante da UPP do Morro dos Macacos. Ele disse que pretende se aproximar dos moradores neste primeiro momento, se reunindo com representantes comunitários, em busca de solução para os problemas levantados. 

"Minhas expectativas são as melhores possíveis, atuando com uma política de segurança integrada e participava com a comunidade. Estou muito feliz de poder fazer minha parte neste momento histórico que a cidade está vivenciando", projetou o capitão.

O comandante do Comando de Polícia Pacificadora (CPA), coronel Rogério Seabra, a partir das próximas semanas, a Polícia Militar começa a fazer a transição com a Força de Pacificação do Exército para a implementação das UPPs no Complexo da Penha, para onde estão previstas outras quatro UPPs.

O secretário de Segurança do estado, josé Mariano Beltrame informou que a UPP da Rocinha, na zona sul, será instalada definitivamente ainda em 2012. E que neste momento o objetivo é concluir as unidades do Complexo da Penha. Segundo Beltrame, o planejamento prevê 40 UPPs instaladas até 2014, com inclusão de unidades também na zona oeste da cidade.

Tim Lopes

Foi na favela do Sapo  que o jornalista e produtor da Rede Globo, Tim Lopes, foi morto há dez anos por traficantes. No próximo sábado (2), família e amigos do jornalista farão uma homenagem a ele. Alunos do colégio estadual Tim Lopes vão estender, às 6h, um varal com 3.650 lenços brancos representando cada dia que passou após sua morte. Logo depois, às 9 horas, participam de um culto ecumênico. Lopes foi morto durante apuração de informações para a produção de reportagem sobre o esquema do tráfico de drogas no Complexo do Alemão, que foi dominado pelo sistema de comércio de drogas por 30 anos.


 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247