Anonymous derruba site da Justiça do Rio em resposta ao bloqueio do WhatsApp

Em protesto contra a decisão que bloqueou o aplicativo Whatsapp no Brasil, o grupo de hackers Anonymous anunciou nesta terça-feira, 19, que organizou um ataque contra o site do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, jurisdição de onde partiu a ordem que suspendeu o app; segundo o Anonymous, a página do TJ-RJ saiu do ar por conta de um ataque DDoS. "A balança da justiça hoje equilibra-se com o crime de um lado e o dinheiro do outro. Eis que aqui repetimos o gesto de V, na destruição de um símbolo que há tempos desvirtuou-se", disse o grupo no anúncio do ataque

Em protesto contra a decisão que bloqueou o aplicativo Whatsapp no Brasil, o grupo de hackers Anonymous anunciou nesta terça-feira, 19, que organizou um ataque contra o site do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, jurisdição de onde partiu a ordem que suspendeu o app; segundo o Anonymous, a página do TJ-RJ saiu do ar por conta de um ataque DDoS. "A balança da justiça hoje equilibra-se com o crime de um lado e o dinheiro do outro. Eis que aqui repetimos o gesto de V, na destruição de um símbolo que há tempos desvirtuou-se", disse o grupo no anúncio do ataque
Em protesto contra a decisão que bloqueou o aplicativo Whatsapp no Brasil, o grupo de hackers Anonymous anunciou nesta terça-feira, 19, que organizou um ataque contra o site do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, jurisdição de onde partiu a ordem que suspendeu o app; segundo o Anonymous, a página do TJ-RJ saiu do ar por conta de um ataque DDoS. "A balança da justiça hoje equilibra-se com o crime de um lado e o dinheiro do outro. Eis que aqui repetimos o gesto de V, na destruição de um símbolo que há tempos desvirtuou-se", disse o grupo no anúncio do ataque (Foto: Aquiles Lins)

Rio 247 - Em protesto contra a decisão que bloqueou o aplicativo Whatsapp no Brasil, o grupo de hackers Anonymous anunciou nesta terça-feira, 19, que organizou um ataque contra o site do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, jurisdição de onde partiu a ordem que suspendeu o app.

Segundo o Anonymous, a página do TJ-RJ saiu do ar por conta de um ataque DDoS. "A balança da justiça hoje equilibra-se com o crime de um lado e o dinheiro do outro. Eis que aqui repetimos o gesto de V, na destruição de um símbolo que há tempos desvirtuou-se. Quem sabe, um dia, a justiça e a liberdade, irmãs siamesas, condenadas a viver separadas, voltarão a juntar-se bem de perto, costas com costas. No lugar de pólvora, bits", disse o grupo no anúncio do ataque.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247