Após racha entre Mandetta e Bolsonaro, Feliciano agora denuncia corrupção no ministério da Saúde

“Há denúncias que compraram a filiação de prefeitos no atacado e que aliciaram parlamentares no varejo”, afirmou o vice-líder do governo, o deputado federal Marco Feliciano (Sem Partido-SP), em referência ao ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta, demitido por Jair Bolsonaro

Ex-ministro alvo do deputado Marco Feliciano (SP) foi demitido do governo, após divergência com Jair Bolsonaro sobre o combate ao coronavírus
Ex-ministro alvo do deputado Marco Feliciano (SP) foi demitido do governo, após divergência com Jair Bolsonaro sobre o combate ao coronavírus (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O vice-líder do governo, o deputado federal Marco Feliciano (Sem Partido-SP), aponta participação do ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta, demitido por Jair Bolsonaro, em um suposto esquema de corrupção montado no ministério pelo Democratas (DEM).

“Mandetta só fez o jogo do seu partido! Empenhou 12 BILHÕES no Ministério da Saúde nos últimos dias de 2019. Há denúncias que compraram a filiação de prefeitos no atacado e que aliciaram parlamentares no varejo”, escreveu o parlamentar no Twitter.

As acusações têm como base uma denúncia feita deputado federal Hildo Rocha (MDB-MA) que estariam no “Dossiê Mandetta” feito pela Abin e pelo Exército.

Mandetta e Bolsonaro vinham tendo divergências sobre as estratégicas para combater o coronavírus. O ex-ministro defendia o isolamento total, enquanto o ocupante do Planalto já havia pedido a reabertura do comércio e também esteve presente em algumas mobilizações. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que as pessoas evitem aglomerações. 

O Brasil tem pelo menos 33,6 mil confirmações de coronavírus e 2,1 mil mortes. Em nível global são 2,2 milhões de casos e 152,3 mil falecimentos por causa da covid-19.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247