Bolsonaro quer escolas militares e general na Educação

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que aparece em segundo lugar nas simulações sobre a disputa presidencial de 2018, defende um modelo pra lá de polêmico nas salas de aula: colégios militares e um general na Educação; segundo ele, nas escolas militares "há educação moral e cívica, cultua-se o respeito às autoridades, no intervalo não tem maconha, o pessoal corta o cabelo, cobra-se o dever de casa..."

Deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ)
Deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) (Foto: Leonardo Attuch)

Rio 247 – O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que aparece em segundo lugar nas simulações sobre a disputa presidencial de 2018, defende um modelo pra lá de polêmico nas salas de aula: colégios militares e um general na Educação

Segundo ele, nas escolas militares "há educação moral e cívica, cultua-se o respeito às autoridades, no intervalo não tem maconha, o pessoal corta o cabelo, cobra-se o dever de casa..."

Abaixo, um trecho da reportagem de Anna Virginia Ballousier:

Das 147 mil unidades públicas de ensino básico, cerca de 0,1% estão sob batuta militar. São 13 comandadas pelo Exército (há um projeto para implantar uma em São Paulo) e dezenas nas mãos de PMs estaduais –não há um órgão que centralize esse total, e alguns Estados não possuem o dado consolidado, mas sabe-se que Goiás lidera o ranking, com 36 colégios sob guarda da polícia e mais 18 previstos para 2018.

Bolsonaro diz que, se eleito presidente, multiplicará o modelo, fechando parcerias com as redes municipal e estadual. Reconhece ser impossível cobrir 100% da malha escolar, mesmo porque "faltariam recursos".

Mas as escolas militares "passariam a ser exemplares", pois nelas há "educação moral e cívica, cultua-se o respeito às autoridades, no intervalo não tem maconha, o pessoal corta o cabelo, cobra-se o dever de casa...".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247