Bretas mantém prisão de ex-presidente da Fecomercio-RJ

Juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Lava Jato no Rio de Janeiro, decidiu pela manutenção da prisão do ex-presidente da Fecomercio- RJ Orlando Diniz, que foi preso no dia 23 de fevereiro durante a Operação Jabuti; Bretas alegou em sua decisão que "os indícios de pagamento de vantagens indevidas, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa estão amplamente delineados e embasados por elementos probatórios suficientes para demonstrar a necessidade da cautelar"

orlando diniz
orlando diniz (Foto: Paulo Emílio)

247 - O juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Lava Jato no Rio de Janeiro, decidiu pela manutenção da prisão do ex-presidente da Fecomercio- RJ Orlando Diniz, que foi preso no dia 23 de fevereiro durante a Operação Jabuti.

Diniz é suspeito de participar do esquema de corrupção do ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral. Segundo a Polícia Federal, os desvios no Sesc e Senac do Rio somam cerca de R$ 3 milhões.

Bretas alegou em sua decisão que "os indícios de pagamento de vantagens indevidas, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa estão amplamente delineados e embasados por elementos probatórios suficientes para demonstrar a necessidade da cautelar".

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247