Bruno Covas defende vice acusado de violência doméstica

Para Bruno Covas, qualquer tipo de violência é inaceitável, mas neste caso os dois envolvidos já negaram a denúncia. Ele considera uma "situação esclarecida"

Bruno Covas e Ricardo Nunes
Bruno Covas e Ricardo Nunes (Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Candidato à reeleição à Prefeitura de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) defendeu o vereador Ricardo Nunes (MDB), vice em sua chapa de campanha e suspeito de violência doméstica em 2011 e ameaça de injúria pela esposa.

Para Covas, qualquer tipo de violência é inaceitável, mas neste caso os dois envolvidos já negaram a denúncia. Ele considera uma "situação esclarecida".

"Tanto Ricardo [Nunes] quanto Regina [Carnovale] disseram que nada disso aconteceu, que foi um desentendimento de casal, negaram a denúncia. Portanto é uma questão esclarecida pelos dois. A escolha [do meu vice] se deu entre os partidos coligados, é de minha responsabilidade", disse Covas, durante entrevista ao SBT.

Em 2011, o boletim de ocorrência realizado no caso relatou que Regina disse aos policiais que havia vivido em união estável por 12 anos com o vice de Covas e que brigas teriam ocorrido "devido ao ciúme excessivo" de Ricardo Nunes. 

Reportagem do UOL também encontrou relatos de Regina nas redes sociais, publicados há cerca de cinco anos. Os posts em seu nome relatam brigas por pensão alimentícia e chamam o vice de Covas de bandido.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247