Bruno Covas diz que aumento de 56% nos casos da covid-19 nas classe A e B preocupa

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse que preocupa o aumento de 56% na região oeste da cidade de São Paulo com pessoas com coronavírus nas classes A e B

Coletiva de imprensa com Área do Governo e Área da Saúde em São Paulo 14 de agosto de 2020
Coletiva de imprensa com Área do Governo e Área da Saúde em São Paulo 14 de agosto de 2020 (Foto: Governo de São Paulo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em meio à reabertura gradual da cidade de São Paulo, em que aumenta a circulação de pessoas, o prefeito Bruno Covas (PSDB) afirmou estar preocupado com o aumento de 56% dos casos de covid-19 entre as classes A e B, população mais rica, registrados na região Oeste da capital.

"Essa foi uma doença que começou na região central depois atacou em especial a periferia da cidade de São Paulo. Todos os inquéritos sorológicos mostram prevalência muito maior entre as regiões periféricas que as regiões centrais", disse Covas durante coletiva nesta sexta-feira (11), no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Apesar da preocupação, o prefeito disse que a rede municipal e as escolas particulares da capital paulista estão prontas para a volta das aulas presenciais assim que isso for liberado pelo comitê de saúde do estado.

"Assim que for autorizado pela área da saúde estamos preparado para fazer esse retorno", disse o prefeito.

A Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura de São Paulo começou a colocar em prática o protocolo de segurança como medida de prevenção à disseminação da covid-19, para garantir a segurança dos estudantes e profissionais de saúde para a retomada das atividades da rede de ensino da capital paulista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email