Com uma bolsa Gucci, Rosângela Moro defende 'fim de assistencialismo'

Em um shopping de alto padrão em São Paulo, a advogada Rosângela Moro, esposa do ministro da Justiça, Sergio Moro, reuniu-se com empresárias e socialites para debater "empreendedorismo social" e afirmou que "assistencialismo é uma palavra que a gente tem que deixar para trás"

Governo mal começou e Rosangela Moro pede: 'parem de reclamar'
Governo mal começou e Rosangela Moro pede: 'parem de reclamar'

247 - Em um shopping de alto padrão em São Paulo, a advogada Rosângela Moro, esposa do ministro da Justiça, Sergio Moro, reuniu-se com empresárias e socialites para debater "empreendedorismo social" e afirmou que "assistencialismo é uma palavra que a gente tem que deixar para trás."

A reportagem do portal Uol destaca a fala de Rosângela: "a política assistencialista é importante. Na minha visão, ela é uma política de sucesso se você tiver menos pessoas dependendo dessa política. Se você começa com mil e acaba com 50 [pessoas atendidas em um programa social], tua política foi um sucesso. E as pessoas não vão precisar dela."

Ela ainda disse: "até um tempo atrás, ONGs eram os grandes atores do empreendedorismo social. Nós podemos deslocar todo esse papel que as ONGs fazem para as empresas, que têm essa responsabilidade de entregar o seu produto ou serviço sem prejudicar o meio ambiente, combatendo a violência feminina e a fome."

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247