Delator e ex-secretário do governo diz que Witzel foi eleito com base em sua aliança com Mário Peixoto

O empresário Mário Peixoto tinha “muita influência” nas secretarias de Educação e de Ciência e Tecnologia, segundo o ex-integrante do governo Edmar Santos

O empresário Mario Peixoto; ex-secretário da Saúde Edmar Santos; e o governador Wilson Witzel
O empresário Mario Peixoto; ex-secretário da Saúde Edmar Santos; e o governador Wilson Witzel (Foto: Eliane Carvalho/Divulgação | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro, que delatou o governador carioca para a polícia, Edmar Santos, disse que a vitória eleitoral da Wilson Witzel, nas eleições de 2018, foi devida a ligação do ex-juiz ao empresário Mário Peixoto. Segundo Santos, Peixoto é chefe do “grupo mais importante e que detém mais poder no estado. Ele foi preso nesta quinta-feira, 28, por decisão do ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O empresário tinha “muita influência” nas secretarias de Educação e de Ciência e Tecnologia, segundo o ex-integrante do governo. Peixoto foi denunciado pelo Ministério Público Federal, junto com o governador afastado, por corrupção e lavagem de dinheiro, devido a uma denúncia de que o empresário pagou propina de  R$ 274,2 mil ao governador afastado no período entre agosto de 2019 e abril de 2020.

Para o MPF, o esquema foi para impedir que uma OS ligada a Peixoto fosse desqualificada de licitações do estado e pudesse continuar contratando com o governo do Rio. O empresário é conhecido por ter ligações com governadores anteriores, como Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247