Denunciado pelo MP, ex-presidente da Vale tinha conhecimento de situação crítica de barragens

A Promotoria de Minas denunciou o ex-presidente da Vale Fabio Schvartsman e mais 15 pessoas nesta terça-feira, 21, pelo homicídio duplamente qualificado de 270 pessoas por causa do rompimento da Barragem I, em Brumadinho (MG)

Fábio Schvartsman e tragédia de Brumadinho
Fábio Schvartsman e tragédia de Brumadinho (Foto: Senado | Reuters)

247 - O Ministério Público afirmou que o ex-presidente da Vale Fabio Schvartsman tinha conhecimento de que a estabilidade de dez barragens estava crítica, mas não tomou as medidas de segurança necessárias. A informação é do blog do Fausto Macedo

A Promotoria de Minas denunciou ele e mais 15 pessoas nesta terça-feira, 21, pelo homicídio duplamente qualificado de 270 pessoas por causa do rompimento da Barragem I, em Brumadinho (MG), que completa um ano no próximo 25 de janeiro. 

“Mesmo assim, ele fez do seu lema ‘Mariana nunca mais’ um lema panfletário, de papel. Ele não adotou medidas concretas para efetivá-lo”, disse William Garcia Pinto Coelho, promotor de Justiça, em entrevista coletiva para anunciar a denúncia.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247