Doleiro dos doleiros vai delatar e devolver cifra bilionária aos cofres públicos

O doleiro dos doleiros, Dario Messer, fez um acordo de delação premiada e vai devolver R$ 1 bilhão aos cofres públicos. O combinado, segundo a Lava Jato do Rio de Janeiro, é que Messer deverá cumprir pena de até 18 anos e 9 meses de prisão, com progressão de regime

Dario Messer
Dario Messer (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Conjur - Os juízes Alexandre Libonati Abreu e Marcelo Bretas, da 2ª e da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, respectivamente, homologaram o acordo de colaboração premiada do doleiro Dario Messer. Ele é acusado de participar de esquemas nacionais e transnacionais de lavagem de dinheiro e outros crimes.

Conforme o documento, Messer deve cumprir pena de até 18 anos e 9 meses de prisão, com progressão de regime prevista em lei. Outro ponto da delação é a renúncia de 99% do seu patrimônio, estimado em cerca de R$ 1 bilhão.

Entre os bens do doleiro estão imóveis de alto padrão e valores no Brasil e no exterior, além de obras de arte e um patrimônio no Paraguai ligado a atividades agropecuárias e imobiliárias, que deverão fundamentar um pedido de cooperação com as autoridades paraguaias para sua partilha com o Brasil.

O valor se soma aos R$ 370 milhões já devolvidos por seus parentes em outro contrato com o Ministério Público Federal.

Inscreva-se na TV 247 e assista a Boletim sobre o assunto:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247