Doria diz que vai pedir R$ 350 milhões a Bolsonaro para obras contra enchentes

Após as enchentes deixarem pelo menos 408 desabrigados, 1.528 desalojados e 7 pessoas mortas, o governador de São Paulo João Doria (PSDB) disse que vai a Brasilia pedir ao governo Jair Bolsonaro recursos para obras de cinco piscinões em São Paulo e região metropolitana

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, e o governador João Doria.
Bruno Covas, prefeito de São Paulo, e o governador João Doria. (Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo)

247 - Depois de enchentes que provocaram a morte de 7 pessoas em São Paulo, o governador João Doria (PSDB) afirmou que irá à Brasília na semana que vem para protocolar pedido de R$ 350 milhões ao governo Jair Bolsonaro, seu desafeto político, para obras.

"Farei um pedido de verba a fundo perdido [recursos não reembolsáveis pelo governo federal] para dar seguimento em obras de cinco piscinões em São Paulo e região metropolitana. Dependemos de recursos federais. As obras são caras e longas, precisam de ajuda no âmbito federal. Temos a certeza de que o governo federal não vai virar as costas aos brasileiros de São Paulo.", disse o governador. 

Doria, que estava nos Emirados Árabes durante o temporal que alagou a cidade, disse que acompanhou de lá o problema. Vale lembrar que o PSDB, de Doria, governa São Paulo há pelos menos 25 anos.

A gestão investiu apenas R$ 300 milhões de uma verba de R$ 759 milhões reservada para obras contra enchentes. Segundo o vice-governador e secretário de Governo, Rodrigo Garcia, o recurso era irreal. "Esses R$ 700 milhões inscritos no orçamento de 2019 não existiam. Tínhamos um orçamento que não era real, investimos o dinheiro real", disse.

Doria, por sua vez, afirmou que já foram liberados R$ 20 milhões para as cidades mais atingidas pelas enchentes.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247