Doria volta a defender isolamento social, mas ainda não cogita adotar o lockdown

Apesar de descartar a adoção imediata do lockdown [bloqueio total], o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) avalia endurecer as medidas para conter a pandemia do novo coronavírus, o que inclui a possibilidade de multa e prisão para quem descumprir as regras de isolamento social

João Doria
João Doria (Foto: Governado do Estado de São Paulo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A queda nos índices de isolamento social registrada em são Paulo nos últimos dias levou o governador João Doria (PSDB) a elevar o tom sobre a pandemia e a dizer que pode endurecer as medidas adotadas pelo governo estadual, incluindo a adoção de multas e até a prisão de quem não cumprir as regras da quarentena. 

Apesar disso, segundo reportagem do jornal O Globo, interlocutores e especialistas da área de saúde, que vem assessorando o governador durante a crise sanitária, avaliam que Doria ainda não cogita adotar medidas mais duras, como o “lockdown” [bloqueio total].

Ainda de acordo com a reportagem, esta possibilidade também está descartada na capital paulista, que neste domingo registrou o total de 325 mortes relacionadas a covid-19. A situação em São Paulo, porém, é considerada grave, uma vez que 45% dos leitos preparados para receber os pacientes com sintomas da covid-19 já estão ocupados. 

Nesta segunda-feira (13), o prefeito Bruno Covas (PSDB), deverá anunciar o fechamento de ruas que registram um alto índice do comércio formal e informal ainda em funcionamento, além de medidas restritivas de acesso às praças da cidade, que registram um alto índice de aglomeração de pessoas, o que ameaça as regras do isolamento social. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247