Eduardo Suplicy: 'tudo indica que vou viver para ver a renda básica implementada'

O vereador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT) defendeu a implementação da uma renda básica aos brasileiros, independentemente do coronavírus. "Uma renda básica modesta, de R$ 100 por pessoa por mês, daria R$ 248 bilhões por ano", afirmou

Eduardo Suplicy
Eduardo Suplicy (Foto: Afonso Braga/Câmara São Paulo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O vereador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT) afirmou que nunca houve momento tão favorável como agora para implementar uma renda básica aos brasileiros. No País, o governo aprovou benefício emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais durante três meses, prorrogáveis por mais três.

"Uma renda básica modesta, de R$ 100 por pessoa por mês, daria R$ 248 bilhões por ano. E, desde 2013, os incentivos fiscais dados pelo governo federal a empresas ultrapassam R$ 300 bilhões ao ano. Enquanto isso, o orçamento do Bolsa Família é de cerca de R$ 30 bilhões anuais. Ou seja, ao invés de transferirmos recursos para os que ganham mais, por que não pagarmos para todos?", questionou ele em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo. "Tudo indica que vou viver para ver a renda básica implementada".

De acordo com o ex-senador, "há um movimento crescente de reconhecimento da renda básica universal como instrumento eficaz para assegurar o direito à sobrevivência para o maior número possível de pessoas, promovendo uma sociedade mais justa e igualitária".

"Considero um passo muito importante que o Congresso tenha, por unanimidade, aprovado o benefício de uma renda básica emergencial para enfrentar a epidemia do coronavírus. Mas já havia um movimento muito forte nos mais diversos países de interesse, debate e experiências sobre a renda básica incondicional, universal", acrescentou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247