Em presídio de Bangu, Cabral teria brigado com ex-secretário por delação

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) teria se desentendido com seu ex-secretários de Obras Hudson Braga na semana passada, no presídio de Bangu, onde o peemedebista está preso; segundo a coluna de Lauro Jardim, a notícia publicada pelo também colunista Ancelmo Gois de que Braga "já dá sinais de que prepara a sua deleção premiada" teria irritado o ex-chefe do executivo fluminense, que reagiu cobrando lealdade

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) teria se desentendido com seu ex-secretários de Obras Hudson Braga na semana passada, no presídio de Bangu, onde o peemedebista está preso; segundo a coluna de Lauro Jardim, a notícia publicada pelo também colunista Ancelmo Gois de que Braga "já dá sinais de que prepara a sua deleção premiada" teria irritado o ex-chefe do executivo fluminense, que reagiu cobrando lealdade
O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) teria se desentendido com seu ex-secretários de Obras Hudson Braga na semana passada, no presídio de Bangu, onde o peemedebista está preso; segundo a coluna de Lauro Jardim, a notícia publicada pelo também colunista Ancelmo Gois de que Braga "já dá sinais de que prepara a sua deleção premiada" teria irritado o ex-chefe do executivo fluminense, que reagiu cobrando lealdade (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) teria se desentendido com seu ex-secretários de Obras Hudson Braga na semana passada, no presídio de Bangu, onde o peemedebista está preso. Segundo a coluna de Lauro Jardim, a notícia publicada pelo também colunista Ancelmo Gois de que Braga "já dá sinais de que prepara a sua deleção premiada" teria irritado o ex-chefe do executivo fluminense, que reagiu cobrando lealdade.

Ainda segundo a nota, Cabral teria se acalmado após o bate-boca afirmando que, se fosse o caso de fazer delação premiada, ele mesmo, Cabral, poderia coordenar os entendimentos do grupo.

O ex-governador do Rio está preso acusado de liderar um grupo que desviou cerca de R$ 224 milhões em contratos com diversas empreiteiras, dos quais R$ 30 milhões referentes a obras tocadas pela Andrade Gutierrez e a Carioca Engenharia.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247