Flávio Bolsonaro entra com 2 recursos de uma vez para paralisar investigações sobre esquema na Alerj

Advogados do senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) ingressaram, uma só vez, com dois pedidos visando paralisar as investigações sobre os crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa e peculato que correm contra o parlamentar

Flávio Bolsonaro
Flávio Bolsonaro (Foto: Alessandro Dantas)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A defesa do senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) ingressou, de uma só vez, com dois pedidos visando paralisar as investigações sobre os crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa e peculato que correm contra o parlamentar, no caso das "rachadinhas" da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). 

Segundo reportagem da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o pedido de habeas corpus para que a questão do foro privilegiado fosse reavaliada e o recurso onde alega que o Ministério Público do Rio de Janeiro violou o sigilo bancário do parlamentar sem autorização judicial foram apresentados na última segunda-feira (2).

No pedido de habeas corpus, a defesa que o inquérito deveria tramitar na 2ª instância, já que Flávio Bolsonaro era deputado estadual na época em que os fatos investigados teriam acontecido. “Todas as medidas deferidas no inquérito até agora foram autorizadas pelo juiz Flávio Itabaiana, de 1ª instância”, destaca a reportagem.

Na outra argumentação, a defesa ressalta que, além da violação do sigilo bancário sem autorização judicial, existiram falhas na fundamentação da decisão que permitiu que a promotoria tivesse acesso aos dados bancários e fiscais do parlamentar e de outros 94 investigados. 

Em fevereiro a 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça negou o  pedido feito pelos advogados de Flávio Bolsonaro para que as investigações fossem paralisadas com o uso desta argumentação.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247