Flávio Bolsonaro pede que procuradores que investigam caso de "rachadinha" em seu gabinete sejam trocados

Defesa alega que o MP-RJ não teria respeitado a regra do promotor natural do caso ao manter os membros do Grupo de Atuação Especializada de Combate à Corrupção (Gaecc) no controle das investigações sobre o esquema de rachadinha que funcionava em seu gabinete na Alerj

Flávio Bolsonaro
Flávio Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os advogados do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ)  solicitaram que o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) troque os promotores que investigam, desde fevereiro do ano passado, o suposto esquema de “rachadinha” que funcionava em seu gabinete quando ocupava uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). 

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, a defesa do parlamentar alega que o Ministério Público do Rio não teria respeitado a regra do promotor natural do caso ao manter os membros do Grupo de Atuação Especializada de Combate à Corrupção (Gaecc) no controle das investigações, mesmo após o senador ter sido beneficiado pelo Tribunal de Justiça do Rio  com a concessão de foro especial. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247