Gilmar concede habeas corpus a sócio de Eike

Com a decisão do ministro do STF, o ex-vice-presidente do Flamengo e apontado como braço direito de Eike Batista, Flavio Godinho, deixa a prisão domiciliar; no auto que o liberou da prisão, o juiz Marcelo Bretas alfinetou Gilmar Mendes

Com a decisão do ministro do STF, o ex-vice-presidente do Flamengo e apontado como braço direito de Eike Batista, Flavio Godinho, deixa a prisão domiciliar; no auto que o liberou da prisão, o juiz Marcelo Bretas alfinetou Gilmar Mendes
Com a decisão do ministro do STF, o ex-vice-presidente do Flamengo e apontado como braço direito de Eike Batista, Flavio Godinho, deixa a prisão domiciliar; no auto que o liberou da prisão, o juiz Marcelo Bretas alfinetou Gilmar Mendes (Foto: Gisele Federicce)

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes concedeu habeas corpus a Flavio Godinho, apontado como braço direito do empresário Eike Batista.

Com a decisão, o ex-vice-presidente do Flamengo deixa a prisão domiciliar. Ele também não precisará comparecer em juízo periodicamente porque, de acordo com o juiz Marcelo Bretas, que julga os processos da Lava Jato no Rio, a medida seria "ineficaz no caso concreto".

No auto da prisão, Bretas alfinetou a decisão de Gilmar, como informou a coluna Radar: o magistrado afirmou que sua decisão cautelar havia sido confirmada pelos “Colendos e Respeitáveis Tribunal Regional Federal da 2ª Região e Superior Tribunal de Justiça, ambos de inquestionável honorabilidade”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247