Governador em exercício do Rio pode ser investigado

Ex-senador Francisco Dornelles (PP), governador em exercício do Rio, é citado em requerimentos de investigação enviados pela Procuradoria Geral da República ( PGR) ao Supremo Tribunal Federal ( STF) como tendo atuado em benefício do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para alterar medidas provisórias (MPs) de interesse de empreiteiras ou para pressionar empresários por meio de requerimentos apresentados na Casa

Ex-senador Francisco Dornelles (PP), governador em exercício do Rio, é citado em requerimentos de investigação enviados pela Procuradoria Geral da República ( PGR) ao Supremo Tribunal Federal ( STF) como tendo atuado em benefício do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para alterar medidas provisórias (MPs) de interesse de empreiteiras ou para pressionar empresários por meio de requerimentos apresentados na Casa
Ex-senador Francisco Dornelles (PP), governador em exercício do Rio, é citado em requerimentos de investigação enviados pela Procuradoria Geral da República ( PGR) ao Supremo Tribunal Federal ( STF) como tendo atuado em benefício do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para alterar medidas provisórias (MPs) de interesse de empreiteiras ou para pressionar empresários por meio de requerimentos apresentados na Casa (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O nome do ex-senador Francisco Dornelles (PP), governador em exercício do Rio, foi citado em requerimentos de investigação enviados pela Procuradoria Geral da República ( PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF) como tendo atuado em benefício do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para alterar medidas provisórias (MPs) de interesse de empreiteiras ou para pressionar empresários por meio de requerimentos apresentados na Casa.

Em um dos pedidos de inquérito, Janot descreveu uma conversa entre Cunha e o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro sobre uma MP de 2012: “Eduardo Cunha perguntou se havia ‘ emenda de vocês’ e mencionou o nome de Dornelles, referindo- se a Francisco Dornelles, conhecido de longa data de Eduardo Cunha. Analisando as emendas apresentadas, verifica- se que Francisco Dornelles apresentou nada menos que 15 emendas à referida MP.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email