Homem morre vítima de bala perdida no Rio

Um homem morreu após ter sido atingido por uma bala perdida no bairro da Penha, Zona Norte do Rio; Fernando Souza da Paula tinha 50 anos, e levou um tiro no momento em que aguardava um ônibus; segundo informações da polícia, a vítima foi atingida após uma discussão que acontecia em um supermercado em frente ao ponto; o tiro que atingiu Fernando teria sido disparado pela arma de um dos seguranças do supermercado, após briga com um grupo de adolescentes

Um homem morreu após ter sido atingido por uma bala perdida no bairro da Penha, Zona Norte do Rio; Fernando Souza da Paula tinha 50 anos, e levou um tiro no momento em que aguardava um ônibus; segundo informações da polícia, a vítima foi atingida após uma discussão que acontecia em um supermercado em frente ao ponto; o tiro que atingiu Fernando teria sido disparado pela arma de um dos seguranças do supermercado, após briga com um grupo de adolescentes
Um homem morreu após ter sido atingido por uma bala perdida no bairro da Penha, Zona Norte do Rio; Fernando Souza da Paula tinha 50 anos, e levou um tiro no momento em que aguardava um ônibus; segundo informações da polícia, a vítima foi atingida após uma discussão que acontecia em um supermercado em frente ao ponto; o tiro que atingiu Fernando teria sido disparado pela arma de um dos seguranças do supermercado, após briga com um grupo de adolescentes (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jornal do Brasil - Na noite deste sábado (4), um homem morreu após ter sido atingido por uma bala perdida no bairro da Penha, Zona Norte do Rio.

Fernando Souza da Paula tinha 50 anos, e levou um tiro no momento em que aguardava um ônibus. Segundo informações da polícia, a vítima foi atingida após uma discussão que acontecia em um supermercado em frente ao ponto.

O tiro que atingiu Fernando teria sido disparado pela arma de um dos seguranças do supermercado, após briga com um grupo de adolescentes. De acordo com informações, o disparo foi acidental.

De acordo com a polícia, o vigia será autuado por homicídio culposo, quando não há intenção em matar.

A confusão teve início quando o grupo de jovens chegou ao estabelecimento, por volta das 18h30, e iniciou uma briga com um funcionário. Segundo apurou a polícia, o vigia interveio na discussão e iniciou uma luta com os jovens, neste momento, sua arma caiu e disparou.

Segundo testemunhas, a bala atingiu a cabeça de Fernando, que foi levado ao Hospital Estadual Getúlio Vargas. O homem não resistiu ao ferimento e morreu.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247