Homem ofende atendente e quebra objetos em sorveteria após se recusar a usar máscara

Cliente teria entrado no estabelecimento com a máscara no queixo, e após ser solicitado que a colocasse sobre o rosto para atendimento no caixa, começaram as agressões e ofensas (vídeo)

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após a proprietária de uma sorveteria solicitar que um cliente utilizasse a máscara de proteção contra o coronavírus da forma correta, o homem teve uma reação violenta. Além de xingar a mulher com palavrões, chutou e quebrou equipamentos do estabelecimento (vídeo abaixo).

O caso aconteceu no último sábado (12) em uma sorveteria da Avenida José Bonifácio, no Jardim Flamboyant, em Campinas (SP) e as imagens viralizaram nas redes na noite desta terça-feira (15). 

Segundo Pollyanna Reis, proprietária da sorveteria, o cliente entrou no estabelecimento com a máscara no queixo, e após ela pedir para que ele colocasse a máscara sobre o rosto para atendimento no caixa, começaram as agressões e ofensas.

"Faz alguma coisa para ver se eu não quebro a sua cara, fala um 'A' pra você ver o que eu não faço", disse o homem identificado como como Rodrigo Ferronato.

A ira de Rodrigo foi porque após se negar a colocar a máscara, a proprietária do estabelecimento se recusou a continuar com a venda. 

"Eu nunca imaginei que isso aconteceria. Nós estamos com restrição de acesso. Atendendo uma família por vez, quando ele se aproximou para fazer o pagamento eu pedi educadamente para ele colocar a máscara corretamente. Ele se recusou, eu insisti, e depois eu me recusei a atender. Depois disso ele começou a se revoltar, pegou o telefone para ligar pra polícia, queria me gravar, começou a me ofender e a quebrar as coisas", declarou Pollyanna, em entrevista ao site Cidade On.

Ela informa que todas as imagens gravadas por outros clientes foram reunidas e serão levadas na delegacia para registro da ocorrência. 

Rodrigo Ferronato, por sua vez, diz que teria sido agredido primeiro com um empurrão, um soco na barriga e tapas. Ainda afirmou que já fez um boletim de ocorrência contra o estabelecimento, e acionou o Procon pela recusa do atendimento. Sobre o desrespeito a máscara, Rodrigo ainda afirma que não havia distanciamento social no local, e que a máscara estava colocada, mas não estava sobre o nariz.

O perfil de Rodrigo foi encontrado nas redes sociais, onde ele se assume bolsonarista e já disse que também está recebendo ameaças (veja na postagem abaixo do vídeo).

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247