Intervenção no Rio precisa de R$ 1,5 bi, diz comandante do Exército

Comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, afirmou que a necessidade orçamentária da intervenção federal na área da segurança pública do Estado do Rio de Janeiro é de aproximadamente R$ 1,5 bilhão e que esse valor será apresentado à equipe econômica; Michel Temer havia sinalizado com cerca de R$ 800 milhões, mas deputados federais que se reuniram com o interventor, general Braga Netto, disseram que o déficit na segurança do Rio era de R$ 3,1 bilhões

Brasília - O comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Boas, participa de audiência na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional para debater a situação dos projetos estratégicos das Forças Armadas
Brasília - O comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Boas, participa de audiência na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional para debater a situação dos projetos estratégicos das Forças Armadas (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - O comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, afirmou que a necessidade orçamentária da intervenção federal na área da segurança pública do Estado do Rio de Janeiro é de aproximadamente 1,5 bilhão de reais e que esse valor será apresentados à equipe econômica.

O presidente Michel Temer havia sinalizado com cerca de 800 milhões em declaração dada na segunda-feira, mas deputados federais que se reuniram com o interventor, general Braga Netto, disseram que o déficit na segurança do Rio era de 3,1 bilhões.

"O interventor vai apresentar ao governo algo de pouco mais de 1 bilhão... será por volta de 1,5 bilhão para melhorar as estruturas e pagar dívidas", disse Villas Boas a jornalistas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247