Investigações revelam que despesas da mulher de Flávio foram pagas por PM

Apuração do Ministério Público do Rio de Janeiro aponta que um cabo da PM pagou despesas pessoais da mulher do senador Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro. O caso lembra as transações de Queiroz que depositou um cheque de R$ 24 mil para a primeira-dama, Michelle Bolsonaro

(Foto: Tânia Rêgo - ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - De acordo com investigações do Ministério Público do Rio de Janeiro, pagamentos de despesas da mulhares do senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), filho de Jair Bolsonaro, foram pagas por um cabo da Polícia Militar do Rio de Janeiro, atualmente no posto de sargento.

Diego Sodré de Castro Ambrosio é proprietário de uma empresa de vigilância privada, a Santa Clara Serviços, e segundo o relatório do MP, o policial pagou boleto bancário emitido em nome da mulher de Flávio, Fernanda Antunes Nantes Bolsonaro, no valor de R$ 16.564,81.

O caso lembra as transações de Fabrício Queiroz que foram consideradas atípicas pelo Coaf, que indentificou, entre outras movimentações suspeitas, um cheque seu de R$ 24 mil em depósito para a primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

As revelações fazem parte das provas levantadas pelo MP, que deflagrou operação contra ex-assessores de Flávio e familiares da ex-mulher de Jair Bolsonaro, alvo de 24 mandados de busca e apreensão cumpridos nesta quarta em uma investigação que apura lavagem de dinheiro com prática de "rachadinha" por ex-assessores ligados ao atual senador.

Flávio teria ainda feito transferência bancária para a loja da Kopenhagen na Barra da Tijuca da qual é sócio com participação de 50% e também para assessores que atuaram na Assembleia Legislativa do Estado enquanto ele era deputado estadual. As transferências foram feitas para contas de Marcos de Freitas Domingos e Fernando Nascimento Pessoa.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247