Isa Penna: a luta seguirá até que nenhuma mulher seja assediada em nenhum espaço

Vítima de assédio no plenário da Alesp, a deputada Isa Penna (Psol-SP) pretende lutar pela cassação do deputado Fernando Cury (Cidadania-SP), que apalpou seus seios

(Foto: Alesp)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A deputada estadual Isa Penna (Psol-SP) agradeceu as mensagens de apoio recebidas no dia de ontem e disse que não irá recuar enquanto assédios de cunho sexual, como o que sofreu no dia de ontem, não forem definitivamente banidos e punidos. "Hoje o dia foi difícil e a noite de ontem também. Queria agradecer todas as demonstrações de apoio. Amanhã a luta seguirá nossa. Não é por mim, é por todas, até que nenhuma mulher mais seja assediada em nenhum espaço!", afirmou, em seu twitter. Saiba mais sobre o caso:

Sputnik – A deputada estadual Isa Penna (PSOL) denunciou o seu colega Fernando Cury (Cidadania) por importunação sexual após ser tocada no seio pelo deputado durante uma sessão da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

O polêmico caso ocorreu na noite da última quarta-feira (16), durante votação do orçamento do estado. Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram o momento em que Cury se aproxima de Penna, que se encontra apoiada na mesa diretora, e dá um abraço pelas costas da parlamentar, colocando a mão em um dos seus seios e sendo repreendido em seguida. 

PUBLICIDADE

​Nesta quinta-feira (17), em publicações no seu perfil oficial no Twitter, a deputada descreveu o assédio sofrido, recebendo o apoio de diferentes personalidades do meio político e também de internautas. 

​Em uma das mensagens, a parlamentar afirma que outras colegas também já teriam passado por situações semelhantes.

PUBLICIDADE

Além de registrar um boletim de ocorrência, Penna também informou, segundo o G1, sobre a abertura de uma representação contra Cury no Conselho de Ética. O acusado, por sua vez, disse que não teve intenção de assediar sua colega, se desculpando pelo "abraço". 

Em nota, o Cidadania afirmou que está analisando as imagens do ocorrido e que providências serão tomadas após o parlamentar ser ouvido.

"A legenda não tolera qualquer forma de assédio e atuará fortemente para que medidas definitivas sejam adotadas."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email