Jardineiro perdido por 5 dias em ilha no Rio conta o que fez para sobreviver

Nelson Nedy Ribeiro, de 50 anos, se abrigou numa tenda de pescadores e bebeu água doce misturada com salgada

www.brasil247.com - Resgate de jardineiro
Resgate de jardineiro (Foto: Divulgação)


247 - Nelson Nedy Ribeiro, o jardineiro que ficou literalmente ilhado por cinco dias depois de ser arrastado pelo mar em Grumari, na Zona Oeste do Rio, contou ter sobrevivido ao isolamento comendo dois limões, um pedaço de carvão e bebendo água salgada misturada com doce. A reportagem é do portal G1.

Em entrevista à TV Globo no domingo (14), Nelson deu detalhes dos dias que passou na Ilha de Palmas após uma onda o arrastar para o mar num local chamado Roncador, em Grumari.

"Muito frio, sem água... Caiu uma chuvinha, eu colocava a mão nas gotinhas de chuva e apanhava, pra molhar a boca. Eu estava com muita sede. A noite passou tão rápido que eu nem acreditei", contou Nelson sobre a primeira noite que dormiu na ilha.

Ao amanhecer, o homem disse tentou andar pelas pedras para chegar a algum local que ficasse na reta da praia, na esperança de que alguém o visse e o socorresse.

Era terça-feira (9), e lá o jardineiro passou o dia todo. Foi quando ele teve outro encontro com a sorte. O homem revirou o mato e encontrou duas garrafas d'água. Uma era de água limpa. Com medo de acabar com o líquido todo de uma vez, ele bebia aos poucos, misturado com água salgada.

Bombeiros resgataram Nelson no sábado (13). Ele foi avistado por um banhista numa moto aquática, que em seguida acionou o socorro.

Nelson tinha ferimentos leves e arranhões, e foi levado de helicóptero para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde recebeu atendimento médico.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email