Jeff: "estou na sala de parto aguardando o bebê"

Além da espera pela prisão, o seu "bebê", que vai demorar até segunda-feira, segundo a PF, o delator do chamado "esquema do mensalão" aguarda também seu médico particular chegar à sua residência para preparar um atestado médico, para que ele tenha autorização de levar seus vinte medicamentos para a cadeia; Jefferson teve a prisão decretada nessa sexta-feira, 21, pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa; "Estou esperando. Não tem mandado. Falei com os meus advogados e eu vou esperar. Vou fazer o quê no Rio? Não vou me apresentar sem mandado", afirmou o petebista

Além da espera pela prisão, o seu "bebê", que vai demorar até segunda-feira, segundo a PF, o delator do chamado "esquema do mensalão" aguarda também seu médico particular chegar à sua residência para preparar um atestado médico, para que ele tenha autorização de levar seus vinte medicamentos para a cadeia; Jefferson teve a prisão decretada nessa sexta-feira, 21, pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa; "Estou esperando. Não tem mandado. Falei com os meus advogados e eu vou esperar. Vou fazer o quê no Rio? Não vou me apresentar sem mandado", afirmou o petebista
Além da espera pela prisão, o seu "bebê", que vai demorar até segunda-feira, segundo a PF, o delator do chamado "esquema do mensalão" aguarda também seu médico particular chegar à sua residência para preparar um atestado médico, para que ele tenha autorização de levar seus vinte medicamentos para a cadeia; Jefferson teve a prisão decretada nessa sexta-feira, 21, pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa; "Estou esperando. Não tem mandado. Falei com os meus advogados e eu vou esperar. Vou fazer o quê no Rio? Não vou me apresentar sem mandado", afirmou o petebista (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ex-deputado Roberto Jefferson mudou de ideia e resolveu tornar mais difícil sua prisão. Condenado na Ação Penal 470, o delator do chamado "esquema do mensalão" disse na manhã deste sábado, 22, que só irá sair de casa com um mandado de prisão. Jefferson teve a prisão decretada nessa sexta-feira, 21, pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. A Polícia Federal já informou que o mandado de prisão só sairá na segunda-feira, 24.

"Estou igual a um pai aguardando na sala de parto para ter o bebê. Estou esperando. Não tem mandado. Falei com os meus advogados e eu vou esperar. Vou fazer o quê no Rio? Não vou me apresentar sem mandado", afirmou o petebista. A espera pelo bebê pode durar mais do que o previsto e a prisão do delator do mensalão pode sair só na segunda-feira, 24.

Enquanto deixa de plantão os cinco policiais federais na porta de sua casa, em Levy Gasparian, no Rio de Janeiro, Roberto Jefferson disse também que seu médico particular irá à sua residência para preparar um atestado médico para que ele tenha autorização para levar seus vinte medicamentos para a prisão. Jefferson teve um tumor no pâncreas e, por isso, tentou prisão domiciliar, negada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

Segundo o jornal o Globo, o mandado de prisão deverá chegar por e-mail e será impresso na própria casa de Roberto Jefferson. A ordem de prisão foi dada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, e expedida na sexta-feira à noite. Jefferson terá de cumprir pena de sete anos e 14 dias em regime semiaberto, no Rio de Janeiro.

Roberto Jefferson Jefferson foi denunciado por receber irregularmente R$ 4,5 milhões quando fazia parte da base aliada do governo Lula, tendo sido condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele alegou que precisa de cuidados médicos especiais porque ainda está em tratamento contra um câncer no pâncreas.

Abaixo, reportagem da Agência Brasil:

Mandado de prisão de Jefferson sai segunda-feira

 
Paulo Virgilio - Repórter da Agência Brasil Edição: Nádia Franco

A Superintendência da Polícia Federal (PF) no Rio de Janeiro confirmou, há pouco, que o mandado de prisão do ex-deputado Roberto Jefferson só será expedido na próxima segunda-feira (24). Agentes da PF, que, desde o fim da noite de ontem (21), se revezam na porta da casa do ex-parlamentar e atual presidente do PTB, na cidade de Levy Gasparian, na região centro-sul fluminense, permanecerão no local até a chegada do mandado judicial. Roberto Jefferson foi condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão, a sete anos e 14 dias de prisão em regime semiaberto,

A ordem de prisão foi dada ontem pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro  Joaquim Barbosa, que rejeitou o pedido dos advogados de Jefferson, feito no no final do ano passado, para que ele cumprisse a pena em prisão domiciliar, por causa de problemas de saúde. Submetido em 2012 a uma cirurgia para retirada de um tumor no pâncreas, Jefferson precisa, segundo a defesa, de alimentação especial e de tomar regularmente 20 medicamentos.

No entanto, após perícia determinada pelo ministro Joaquim Barbosa, os médicos do Instituto Nacional do Câncer (Inca) concluíram o estado de saúde do ex-deputado não exige necessidade de cumprimento da pena em casa ou num hospital.

No início da manhã deste sábado, Roberto Jefferson, presidente licenciado do PTB, falou rapidamente aos jornalistas da sacada de sua casa. Ele disse que só vai se apresentar com o mandado judicial. Quando a prisão ocorrer, ele deverá seguir em carro da PF para a superintendência do órgão, na zona portuária do Rio.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email